(este artigo foi escrito em 2010 e melhorado em 2013)

A alguns meses venho sentindo algumas coisas que sempre atribui a ou minha hipocondria psicosomática (haha), ou a estados de transtorno de pânico (sou um assíduo usuário de Rivotril/Clonazepan e Fluoxetina, com terapia e psiquiatra periódicos). Para quem tem ilusão de problema cardíaco só porque um músculo esta com tique-nervoso, fica complicado saber o que é um sinal de alerta e o que é um sinal de "alerta você é louco".

Mas tudo bem, fazendo parte de acalmar minha parte hipocondríaca, neste fim de semana no Shopping decidi passar na farmácia e medir minha pressão - para minha enorme sorte o aparelho deles estava quebrado, mas o Shopping tem o Ambulatório, e me direcionaram para lá. A enfermeira me atendeu muito bem e veio a agradável surpresa: Pressão 14/10, já no limite de hipertensão. Num fim de semana com minha esposa, certamente não um bom sinal.

Os valores normais são: até 12/8 normal, até 13/9 são de pré-hipertensão (monitorar), até 14/10 são de hipertensão 1 (já deve tomar medicamento), acima de 14/10 são de hipertensão 2 (deve tomar muito medicamento!) - lembrando que o que vale são os dois números, ou seja, se sua pressão é 12/10, então você já está quase na hipertensão 2, pois o valor mais "errado" é o 10.

Um detalhe também importante: quanto mais próximo os dois valores (dado uma distância mínima geralmente de 2~3, ex: 11/8 é ótimo, 12/7 nem tanto), melhor. Se distantes, leia-se acima de 5, pode também ser problemas cardíacos.

Enfim ... depois de ver estes dados e minha pressão: Rivotril ao resgate ou eu teria um ataque de pânico.

Na Segunda-feira seguinte, depois de ler muito e pegar dicas de minha sogra hipertensa, la fui eu para o trabalho a pé: 1h a pé todo dia me parece um bom exercício (não que eu seja sedentário. Ando bastante, uma média de 30 minutos por dia, que é um valor considerado suficiente para manter a pressão ajustada, não tenho carro, uso sempre a escada ao invez do elevador se forem só uns 3~4 andares etc...). Passei em algumas farmácias e já no centro comprei um medidor de pressão G-tech (outra boa marca é TechLine).

Fazendo o teste para aprender a usar (complicadíssimo. Amarra no pulso e aperta um botão), olha que bonito: 17/12 ... tudo bem, eu acabei de fazer exercício, então não tem problema. Fui para o trabalho e "brincamos" todos de medir pressão, um colega que tem pré-hipertensão deu 14/10, meu chefe deu 16/11 (nervosinho =p). Já estava achando que o aparelho dava pressão alta então lembrei que a secretária sofre de pressão baixa! Vamos ao teste ... 11/7. Ok o aparelho esta bom.

Medi mais algumas vezes o meu e sempre 16/11, 17/11 ... maldição. O nervoso cresceu, e me vi voltando para casa na hora do almoço.

Tirei uma soneca, detalhe: com o aparelho no pulso para não ter que me mecher para depois fazer o exame. "No susto" (para a pressão não ter tempo de subir! aha!) quando acordei com um som lá fora apertei o botão, agora sim, vamos lá, pressão normal!!! ..... 14/10, hipertensão - depois de 1h de soninho gostoso.

Agora? 15min depois de acordar e marcar médico "urgente" (pois estes valores exigem medicamento, para minha alegria), vejamos ... 16/11 ...

Tudo bem que eu estava medindo errado (detalhes), mas era alta. Aqui vão dicas para medir corretamente com o aparelho de pulso. TODOS os itens abaixo devem ser observados ou dará errada a medida:

+ SENTADO, sem cruzar as pernas ou os braços, o mais confortável possível. Qualquer músculo tenso aumenta a medida.

+ Medidos no pulso, e o pulso deve estar na altura do coração (entre seus mamilos - querido). O braço deve estar em repouso, então apoie o braço em qualquer lugar que deixe o pulso na medida do coração (eu apoio sobre uma caixa em cima da mesa)

+ Não deve ser feita a medida até 1h depois da refeição (vai dar alta pois sua pressão sobe para processar o alimento), ou 15 minutos depois de qualquer exercício (inclusive caminhada - vai dar alta pois ainda esta elevada graças ao exercício)

+ A medida ideal é logo depois de acordar, ou depois de um bom tempo calmo e sentado.

Bem, o ponto desta postagem? Apesar de tudo, eu testei minha pressão porque já desconfiava de algo errado, e portanto, não teve muito de silencioso. Porque eu desconfiei de minha pressão?

Aqui vão os sinais que você pode ter hipertensão:

+ Não importa a situação, podia levantar no susto que não ficava tonto

+ Estranhas dores de cabeça sem razão durante a semana

+ Cheiro de sangue no nariz as vezes (na literatura, diz-se "cheiro de queimado")

+ "Tiques-nervosos" no ritmo do batimento cardíaco em locais estranhos: lateral da cabeça, olhos, nariz

+ Sensação estranha de "tontura" as vezes, dificuldade de se concentrar nestas horas (parece baixa-pressão)

Pode até ser o "mal silencioso", mas ele é silencioso, não MUDO. Passe em uma farmácia e peça para tirar a pressão, se der alta, monitore, pois não é brincadeira. Mais de 50% das pessoas no mundo morrem por um problema relacionado a pressão alta (ou cujo sintoma é pressão alta, como colesterol ou problemas renais)

A pressão alta reduz a resistência dos capilares sanquíneos, causando pequenos derrames (não só no cérebro, em qualquer lugar). Com o tempo, estes pequenos derrames podem acabar sendo um grande derrame (AVC). A pressão também afeta gravemente o rim, responsável justamente por reduzir líquidos no sangue - entre outros - e, de certa forma, controlar a pressão; e com o tempo degenera a funcionalidade do rim. As células da retina são particularmente sensíveis à pressão alta (intraocular ou do sangue), e morrem facilmente: cegueira é uma consequência comum para quem tem pressão alta sem controle. E com a pressão aumentada, o coração sofre mais, aumentando a chance de problemas cardíacos: Os riscos de problemas cardíacos duplicam a cada 2/1 de pressão acima do normal 12/8 (ou seja, eu já tenho mais que o dobro de risco de problemas cardíacos se não controlar!)

Não deixe o "mal silencioso" te pegar ... e não é doença de velho. Eu tenho 32, e o colega de trabalho que tem pré-hipertenção tem 23!

Agora vou ter que tomar medicamento para pressão provavelmente até o fim da vida! Não é tão ruim, melhor tomar um medicamento e sair do grupo de risco, do que ficar no grupo de risco e morrer cedo, certo?

NOTA: depois de 1 mês tomando um medicamento prescrito por meu cardiologista (não auto-medique, o coração é importante), minha pressão média caiu para 11/7 ... alegria =D

NOTA2: depois de 6 meses tomando o medicamento e aumentando exercícios físicos, já pude reduzir a dosagem do medicamento pela metade para a mesma pressão 11/7!